Financiamento Estudantil: o que você precisa saber para conquistar sua graduação

Se existe um sonho compartilhado pela grande maioria das pessoas, esse sonho é o de conquistar um diploma de nível superior. Seja para após formado atuar na área que gosta, seja para garantir melhores oportunidades no mercado de trabalho, ou até mesmo para ter direito a maiores salários, ter uma graduação certamente faz enorme diferença na vida de todos. Porém, são muitos os casos em que esse objetivo não pode ser alcançado, e a circunstância que tende a ser o principal fator para isso é a falta de dinheiro. Mas o que ainda nem todo mundo sabe é que essa situação pode facilmente ser contornada, seja com um financiamento para faculdade, com a oferta de bolsas, enfim. Por isso preparamos essa postagem especial sobre financiamento estudantil, para detalhar cada uma dessas possibilidades e te mostrar o caminho a seguir em busca da sua esperada graduação.

Programa Universidade Para Todos – ProUni

Afinal de contas, o que é o ProUni, você pode estar se perguntando. Trata-se do Programa Universidade Para Todos, que foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) no ano de 2004 como uma forma de auxiliar aqueles que querem ingressar em uma faculdade particular mas não têm condições de arcar com os custos, ou aqueles que já estão matriculados mas não querem ter que trancar o curso por falta de dinheiro. Esse auxílio consiste em oferta de bolsas de 50% e de 100%.

Para concorrer a uma dessas bolsas o critério principal é ter participado da edição do Exame Nacional do Ensino Médio imediatamente anterior a edição do ProUni na qual pretende se inscrever. Porém, não basta apenas ter feito o Exame, é necessário que a pontuação conquistada seja igual ou maior aos 450 pontos, isso somadas as provas objetivas e a Redação, desde que a nota dessa não tenha sido zero.

Há ainda outros requisitos que precisam ser atendidos além da participação no ENEM, são eles:

  • Ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou, caso a conclusão tenha acontecido em escola particular, comprovar que isso se deu com benefício de bolsa de estudos integral, ou seja, 100%;
  • Ser pessoa com algum tipo de deficiência;
  • Ser professor(a) da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da Educação Básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição, e concorrer a bolsas de estudo em cursos de Licenciatura.

Vamos resumir então, caso você tenha obtido pontuação igual ou superior a 450 pontos no ENEM, somando provas e Redação, e atende a pelo menos um dos três requisitos listados acima, poderá realizar sua inscrição no ProUni sem qualquer problema.

Ah, não podemos esquecer de um outro detalhe bastante importe. As bolsas integrais, ou seja, as de 100%, poderão ser disputadas apenas por aqueles que comprovarem ter renda bruta familiar de até 1 salário-mínimo e meio por pessoa, enquanto as bolsas parciais, de 50%, são destinadas àqueles que comprovarem possuir renda bruta familiar de, no máximo, 3 salários-mínimos por pessoa.

Para se inscrever é necessário acessar o Portal do ProUni dentro dos prazos que são previamente informados pelo MEC. No momento da inscrição é que serão informados, além dos dados pessoais, até duas opções, em ordem de preferência, de cursos, instituições e turno.

Fundo de Financiamento Estudantil – FIES

Outro ótimo caminho para quem não tem condições de arcar com os custos que envolvem fazer uma graduação é o Fundo de Financiamento Estudantil. Mas como funciona o FIES? Calma que a gente te conta. Ele é um programa que, a exemplo do ProUni, também foi criado pelo Ministério da Educação, com o mesmo objetivo, ou seja conceder aos estudantes um financiamento de pelo menos 50%, e a possibilidade de ingressar em uma faculdade particular sem a necessidade de pagar o valor integral das mensalidades.

Porém, é importante saber, ao contrário do ProUni, o FIES, como fica claro em seu nome, é um financiamento, portanto, após a conclusão dos estudos será necessário fazer a amortização do valor que foi “emprestado”, podemos dizer assim. O valor das parcelas a serem amortizadas sempre irá depender da renda do beneficiado ou, no caso de haver a comprovação que não há renda, esse pagamento terá apenas uma valor mínimo.

Mais um ponto em que FIES e ProUni se assemelham é em relação a necessidade de ter participado do ENEM e conquistado os, pelo menos, 450 pontos somando-se provas objetivas e Redação. Outro requisito exigido pelo FIES é a comprovação de renda bruta familiar de no máximo três salários-mínimos por pessoa.

Vale ainda destacar que, os beneficiados pelo FIES podem buscar também a obtenção de uma bolsa no ProUni e vice-versa. Dessa forma, é possível que, pelo menos durante o período em que durar o curso, as mensalidades acabem saindo de graça.

E para se inscrever no FIES é simples, basta dentro do período em que as inscrições estiverem abertas acessar o Sistema FIES, seguir o passo a passo indicado no próprio site e pronto.

Sistema de Seleção Unificada – SiSU

E por fim, mas não menos importante, chegamos ao Sistema de Seleção Unificada, que não é bem um financiamento ou um programa de bolsas, mas que também pode ajudar (e muito) na busca por uma vaga em universidades, só que nesse caso, nas públicas. Você certamente quer muito saber como conseguir vaga pelo SiSU, certo? A partir de agora vamos te contar…

Antes de mais nada cabe explicar que o SiSU é um sistema informatizado, também do Ministério da Educação, no qual as instituições de ensino superior públicas oferecem vagas remanescentes aos candidatos que participaram do ENEM. Ou seja, nesse caso a pontuação adquirida no Exame substitui o vestibular tradicional.

Para se inscrever, de forma gratuita, e consultar/candidatar às vagas oferecidas, é necessário que, dentro do prazo previamente anunciado, acesse a página oficial do SiSU. Nesse mesmo site, inclusive, há uma ferramenta de simulação onde é possível conferir em quais universidades e cursos será possível ingressar com a sua nota obtida no ENEM.

Escolha o melhor Financiamento Estudantil e seja feliz!

Esperamos ter alcançado com sucesso o objetivo de mostrar para você como conseguir financiamento estudantil. Com base nas informações passadas, basta definir qual deles (ou até mais de um, no caso do ProUni e do FIES) prefere e fazer sua inscrição.

Assim, pode ter certeza, não há nada que poderá impedir a realização do seu sonho de conquistar um diploma de nível superior e ser um grande profissional na área escolhida.

Boa sorte e sucesso!

Deixe seu Comentário