Qual é a nota de corte do FIES?

Se você está em busca de um curso superior e ainda não sabe como são as formas de pagamentos, precisa conhecer o FIES

E para te colocar por dentro de todas as informações necessárias sobre esse tipo de financiamento, nós do Blog Só Educação preparamos um material completo para tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto. Aqui, você vai descobrir o que é fies, quem pode se inscrever no fies, faculdades que aceitam fies, a nota de corte do fies e também como ser aprovado no fies. 

Então, se você quer saber tudo sobre o FIES, é só continuar lendo esse texto. 

O que é o Fies?

Primeiramente nós vamos te explicar o que é o fies e como funciona.

A sigla Fies significa: Fundo de Financiamento Estudantil. Ele se trata de um programa do Ministério da Educação (MEC), que foi instituído pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001.  Mas se a sua dúvida é quem pode fazer fies, você precisa saber que ele é destinado aos estudantes que desejam cursar ensino superior em universidades privadas do Brasil, mas que não têm a possibilidade financeira de arcar com o valor das mensalidades integrais. 

Então, o programa tem objetivo de facilitar o acesso do aluno aos cursos de ensino superior em instituições privadas por meio de financiamentos estudantis. Dessa forma, podemos dizer que durante todo o curso, o aluno que realizou o financiamento deverá pagar mensalmente o valor da coparticipação, diretamente ao agente financeiro. Então, quando o curso acabar, o estudante realizará a amortização do saldo devedor do financiamento. Essa amortização será de acordo com a sua realidade financeira, ou seja, a parcela da amortização poderá ser variável e de acordo com a renda do recém formado. Nos casos de estudantes que não têm renda, deverá ser feito apenas o pagamento mínimo.

Ao longo dos anos, o programa de financiamento do Fies passou por algumas reformulações e, em uma de suas últimas mudanças, passou a ser chamado de Novo Fies.

É importante ressaltar também que, desde 2018, o programa foi dividido em Fies juro zero (financiado pelo governo federal e voltado para alunos com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos); e P-Fies (onde o financiamento é obtido junto a bancos privados, o que implica em cobrança de juros). 

Quem pode participar do FIES?

Você já viu acima quem tem direito ao fies, mas, existem alguns requisitos que precisam ser cumpridos pelo candidato. 

Primeiramente é importante ressaltar que podem particiar do Fies os estudantes que tenham realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e obtido uma pontuação mínima de 450 pontos e não pode ter zerado a redação. Além disso, o curso escolhido pelo candidato deve ter uma avaliação positiva pelo Ministério da Educação (MEC).

Existe ainda o critério socioeconômico para cada uma das categorias do programa. Eles são estabelecidos da seguinte forma:

  • Modalidade Fies (ou modalidade I): podem participar os estudantes que tenham renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos;
  • Modalidade P-Fies: podem participar estudantes que tenham renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.

O FIES para cursos a distância 

Atualmente o FIES ainda não atende os cursos a distância, ele é voltado apenas para os cursos presenciais. Porém, essa realizadade pode mudar em breve, pois o MEC pretende ampliar a cobertura do programa e atingir também os cursos EAD. 

Mas, se você quer se inscrever em cursos a distância, pode ficar tranquilo. As faculdades que oferecem cursos de graduação nessa modalidade de ensino estão atentas ao mercado e buscam oferecer mais oportunidades para os alunos ingressarem no ensino superior, oferecendo uma qualificação mais acessível a todos.  

Como é a inscrição?

Todo o processo de inscrição e acompanhamento de quando sai o resultado do fies é feito através da internet. 

Então, antes de mais nada, é preciso acessar o site do Programa (http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br). 

Para se inscrever, o candidato deverá  informar seu número de CPF, sua data de nascimento e também um endereço de e-mail válido. Durante o cadastro será necessário inserir os nomes dos componentes do grupo familiar maiores de 14 anos, bem como seus CPFs, datas de nascimento e ainda a renda bruta mensal.

Depois disso, o candidato irá escolher a graduação para a qual deseja obter o financiamento entre as opções disponíveis na faculdade selecionada. Neste caso, você deverá escolher primeiro o curso, depois a instituição de ensino, em seguida o campus e no final o turno de preferência (manhã, tarde ou noite). Depois só é preciso confirmar a inscrição e ficar de olho em quais serão as notas de corte.

 O que é a nota de corte? 

Você já viu acima que nós mencionamos a nota de corte. Mas você sabe o que isso significa? 

Primeiramente, é preciso entender para o que ela serve. Então, podemos dizer que a nota de corte é a menor nota que você precisa obter para poder ficar classificado entre os selecionados em um grupo de preferência. Esse grupo é calculado com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos no mesmo curso e instituição de ensino. Também é importante ressaltar que essa nota equivale ao seu desempenho do ENEM.

Essa nota de corte possui um caráter meramente informativo, no momento da inscrição, ela não pode ser vista como uma garantia de pré-seleção. A nota de corte oficial será divulgada quando forem ocupadas todas as vagas disponibilizadas para o grupo de preferência escolhido pelo candidato.

Antes do prazo final das inscrições, essa nota de corte servirá de referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição. O aluno pode acompanhar as notas e alterar o grupo de preferência e sua(s) opção(ões) de curso até o o dia de encerramento das inscrições. A inscrição válida é sempre a última a ser confirmada pelo candidato.

Nota de corte FIES

Como já falamos, a nota mínima que o aluno precisa obter para se inscrever no FIES é 450 pontos no Enem. Mas, os cursos podem ter uma nota de corte maior que essa, devido a quantidade de alunos que buscam a mesma graduação. Mas para te ajudar a encontrar o curso certo, o Blog Só Educação separou algumas notas registradas nos últimos anos. Confira: Administração ? 550 pontos

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas: 545 pontos
  • Biomedicina: 570 pontos
  • Ciência da Computação: 565 pontos
  • Ciências Contábeis: 550 pontos
  • Comércio Exterior: 530 pontos
  • Design de Interiores: 535 pontos
  • Design de Moda: 550 pontos
  • Design Gráfico: 570 pontos
  • Direito: 610 pontos
  • Educação Física:535 pontos
  • Enfermagem:555 pontos
  • Engenharia Civil: 577 pontos
  • Engenharia de Computação: 580 pontos
  • Engenharia de Produção: 560 pontos
  • Engenharia Elétrica: 570 pontos
  • Engenharia Mecânica: 580 pontos
  • Farmácia: 555 pontos
  • Fisioterapia: 560 pontos
  • Gastronomia: 555 pontos
  • Gestão Comercial: 515 pontos
  • Hotelaria: 520 pontos
  • Jornalismo: 570 pontos
  • Letras: 590 pontos
  • Logística: 510 pontos
  • Marketing: 530 pontos
  • Matemática: 540 pontos
  • Medicina: 760 pontos
  • Nutrição: 560 pontos
  • Odontologia: 630 pontos
  • Pedagogia: 550 pontos
  • Psicologia: 570 pontos
  • Publicidade e Propaganda: 565 pontos
  • Recursos Humanos: 520 pontos
  • Secretariado: 530 pontos
  • Segurança do Trabalho: 500 pontos
  • Serviço Social: 520 pontos
  • Sistemas de Informação: 535 pontos
  • Tecnologia da Informação: 515 pontos
  • Turismo: 520 pontos

Deixe seu Comentário